Roof Residence Roof Residence Roof Residence Students Residence
Regulamento Interno

 ROOF RESIDENCE

 

1º - A cozinha pode ser utilizada por todos os arrendatários das suites integrantes da Residência, devendo a sua utilização pautar-se por regras de limpeza e higiene.

 

2º - Os horários de utilização da cozinha deverão ser acordados pelos arrendatários entre si e da melhor forma que lhes convier.

 

3º - Os electrodomésticos que compõem a cozinha, nomeadamente os que fazem parte do local, ou seja, a placa de fogão, forno, microondas, máquina de lavar roupa e frigoríficos devem ser utilizados com zelo, de forma a não se danificarem.

 

4º - Quinzenalmente deslocar-se-ão à Residência funcionários indicados pelo senhorio para proceder à limpeza das suites e mudança de roupas.

 

5º - Semanalmente deslocar-se-ão à Residência funcionários indicados pelo senhorio para proceder à limpeza dos espaços comuns, 

 

6º- Os espaços comuns poderão ser utilizados por todos os arrendatários em conjunto, partilhando a mobília existente. 

 

7º - Toda o mobiliário deve ser conservado e utilizado com o devido cuidado, observando normas de utilização responsável. 

 

8º - Todas as paredes e tectos devem ser bem conservados, não sendo permitido riscar, pintar, esburacar ou de qualquer modo danificar.

 

9º - O chão deve ser utilizado com o devido cuidado de forma a evitar riscos e outros danos.

 

10º - A suite arrendada, bem como as partes comuns da Residência destinam-se exclusivamente à utilização por parte do arrendatário, ficando vedada a sublocação ou utilização por qualquer outra pessoa.

 

11º - Deve ser respeitado o dever de silêncio entre os arrendatários, com maior incidência no período nocturno a partir das 22 horas. 

 

12º - Os arrendatários obrigam-se ainda a manter em bom estado de conservação e funcionamento sob pena de indemnização, todas as paredes, soalhos, vidros, janelas, cortinados, instalações eléctricas e respectivos acessórios bem como os electrodomésticos que compõem a cozinha identificados no nº 3, as canalizações de água, esgotos, instalações sanitárias (nomeadamente não deitar papeis, resíduos sólidos, pensos higiénicos a colocar em recipiente próprio disponibilizado para o efeito), pagando as reparações que forem necessárias e derivem da sua anormal utilização, assim como sem qualquer tipo de direito de regresso ou outro sobre o senhorio.

 

13º - Todos os danos ocorridos nas partes comuns da fracção devem ser indemnizados ao senhorio, sendo responsáveis por aqueles todos os arrendatários que à data da ocorrência do dano, tenham o seu contrato em vigor.   

 

14º - No momento da recepção será entregue um kit de roupas de cama e tolhas a cada arrendatário que deve ser devolvido no final do contrato em boas condições de conservação.

 

15º - A responsabilidade de conduta de pessoas estranhas à Residência é de quem lhes facultou o acesso de entrada.

 

16º - O código fornecido que permite o acesso à Residência é pessoal e intransmissível.

 

Alerta-se que, entre outros, é fundamento de resolução pelo senhorio, a violação de regras de higiene, de sossego, de boa vizinhança ou de normas constantes do regulamento do condomínio, nos termos do nº 2 do art. 1083º do Código Civil.

Onde Estamos

Rua da Preciosa, N.º 476,
4100-417 Porto - Portugal

Ligue-nos


+351 961 414 876